Citação

Apoio técnico (considerações de Penêlope)

a minha vida doméstica e íntima é parte desta
mitologia do quotidiano; ficar sentada à janela
a comer uma pêra enquanto troveja, e o meu
amante toma banho para ficar sem o meu
cheiro quando vai trabalhar. tenho a Odisseia
de Homero à cabeceira para ter a certeza de
que nunca serei uma poetisa a sério. depois,
coço as pernas. iguais às da minha mãe, as pernas.
grandes. e as ancas, de mulher inteira,
de bicho parideiro, de besta mitológica que
origina os pecados mas depois se redime, dando
à luz o Salvador do Mundo. o meu amante abre uma
cerveja e fecha a porta atrás de si. troveja e a pêra
acaba-se, sem mitos nenhuns, espero seminua
o Homero na mesa de cabeceira. se Ulisses
me amasse era tudo mais facil.

Pedro Tiago, O comportamento das paisagens (Artefacto,2011)

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s