Citação

O dilúvio universal

Até aqui seguiu-nos o ruído
a gargalhada impossível que anuncia a queda,
e esse corpo azul que parecia eterno.
Ainda nos brilha no espaço
a fúria do salto,
a paixão daquele deslize maravilhoso.
O único, o irrevogável,
o imperdoável deslize de ter vivido.
Eu sou como essas poças novas
as deste Inverno
cinzento.

María Fernanda Iwasaki, El cielo que abandonamos (Inédito)
Tradução: J.G
Revisão:H.M.M

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s