“Sé que aullo…” Carmen Camacho

 1

Sé que aullo y lo oyes
No debiera
Cada vez que soy un grito
que doy voz a mis heridas
como acto reflejo
das un casi imperceptible
paso atrás
tantos ya
que algún día llegaremos
a encontrarnos por la espalda.

Carmen Camacho, Campo de fuerza (Editorial Delirio,2012)
Foto: Vítor Dias (Dias de fotografia)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s