[Nasci para contemplar…] – Cristian Alcaraz

7

Nasci para contemplar algo que me escapa.
Educado para agradecer disponho da outra face.
Sou a herança de muitos  homens:
Sebastião, António, Lázaro.
De todos eles recolhi o perverso.
Agradeço-lhes

Como esquecer o pormenor de pertencer ao seu próprio sexo.
Eles viveram admirando o peito de que hei tomado.
Indigesto no tempo e harmônico.
Sempre harmônico.

Imagino o que pensaram diante da pele.
O pelo. O frio. A janela aberta.
Vejo-me indigno e genuíno, mas sou igual.
E agradeço.

Cristian Alcaraz, La orientación de las hormigas (Renacimiento, 2013)
Tradução: J.G
Revisão: H.M.M
Foto: Vítor Dias (Dias de fotografia)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s