Cântico das probabilidades – Catarina Nunes de Almeida

 

Talvez o prado traduza os teus pés
quando partires.
Talvez se desfaçam nesse dia as nódoas brancas
e as horas que passaram
da hora de chegares.

Abandona-me estes anos estas ancas
sonoro
descomposto
mais-que-perfeito

o teu corpo declinado
em todas as línguas.

Catarina Nunes de Almeida, Bailias (Deriva, 2010)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s