A POESIA – Hasier Larretxea

044_es_1200A POESIA
não deixará de ser
outra contractura,
púbis,
scaner,
pele seca,
circunstancia,
quando este ar que respiramos
não seja já o mesmo.

Hasier Larretxea, Barreras (La Garúa, 2013)
Trad: J.G
Imagen: Hasier Larretxea/ Zuri Negrín

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s