Nadie entre nosotros – João Vasco Coelho

2Durante aquel mes

anochecía mucho
siempre que decía adiós, hasta luego

debía de ser la profundidad de marchar
que solo el amor concede.

João Vasco Coelho, Na ordem do dia (artefatos, 2013)
Trad. Montserrat Villar González
Foto: Vítor Dias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s