La escalera – Rache G. Hofmannsthal

8Hay algo en la vida, cuya presencia difusa
Trae halito de muerto
Miénteme con personas vivas, que acompasadamente matinales,
Recorren las calles de pluralidad estéril,
Con el deseo de mañana.

En el día siguiente somos todos sobrevivientes.

Y  mi madre sin altar,
(extraña coincidencia entre vientre y mujer);
Va por ahí diciendo tonterías,
Padeciendo de desnudez,
Queriéndome universal.

Inedito
Foto: Vítor Dias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s