A tristeza não chega a todos da mesma maneira – Daisy Villalobos Leal

8

A tristeza não chega a todos da mesma maneira
a tristeza é sempre improvisada
por isso as pessoas choram em lugares diferentes
por isso tu começaste a chorar
começaste a chorar de repente
como uma mulher entra em trabalho de parto enquanto
se olha ao espelho
e vai caindo o filho lento e diminuto
até aos pés
Porque a tristeza é como outro parto
porque constantemente fazemos o amor
com a água
e choramos cada nove meses uma dor diferente
E tudo o que sabemos é que nunca cai a
mesma lágrima pelo mesmo rosto
que a tristeza é antropomórfica e se
contagia como riso
porque depois de rir  se chora
como depois de nascer se morre
e ainda assim ninguém sabe o tempo que se
demora em ir de um lado ao outro
só existe  essa verdade
essa angustia de ficar fechado no
elevador durante a noite
quando sabes que todos dormem
e que tu vives sozinho

Daisy Villalobos Leal, Los paisajes de tu mano izquierda (Papeles de Trasmoz, 2013)
Foto: Vítor Dias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s